Como impor limites às crianças – Parte II

Como impor limites às crianças – Parte II

Dizer “não” aos pequenos é uma tarefa complexa e delicada. Mas essa experiência pode ser facilitada se você adotar alguns princípios básicos.

  • Menos “não”, mais direção. Um “não” pode dizer à criança que algo é inaceitável, mas não esclarece qual comportamento ela deveria adotar. Então, experimente dizer a ela o que deve fazer ao invés de simplesmente “não faça isso”. Por exemplo, ao invés de dizer à criança “não grite”, experimente usar “fale baixo”.
  • Desaprove o comportamento e não a criança. Deixe claro para ela que a sua desaprovação se refere à sua conduta e não diretamente a ela. A criança não deve se sentir rejeitada. Então, ao invés de dizer “Você está terrível hoje” (desaprovação da criança), experimente dizer “Não bata no seu irmão, isso irá machucá-lo” (desaprovação da conduta).
  • Para ter controle sobre os filhos, é necessário ter controle sobre si mesmo. Pais muito irritados tendem a agir com mais severidade, podendo cometer abusos físicos e/ou verbais com os filhos. Em alguns momentos é necessário contar até dez antes de tomar qualquer atitude precipitada. Disciplinar uma criança é basicamente ensiná-la como deve se comportar. E isso é impossível se você for extremamente emocional. Portanto, em momentos difíceis, respire fundo e pense com calma antes de agir. Ao impor limites com serenidade, você obterá maior cooperação por parte das crianças, gerando uma atmosfera mais harmoniosa e agradável em família.
  • Ofereça alternativas. Sempre que tiver que dizer um “não” ao seu filho, procure oferecer uma alternativa aceitável, fazendo com que ele se sinta em menor desvantagem. Por exemplo: ao invés de simplesmente dizer “Desligue essa TV!”, diga “Você já assistiu bastante desenho por hoje, que tal ler um livrinho ou brincar um pouco lá fora?”. Dessa forma, você estará agindo de uma forma positiva e demonstrando a ele que seus desejos e sentimentos são aceitáveis.

 

Lembrando que a tolerância a frustrações é um valor que se aprende, e que deve ser ensinado às crianças desde cedo, para evitar gritos e birras na infância e outros males na fase adulta.



Escola Arte Criança

Desde 1973 cuidando e educando crianças de 4 meses a 4 anos de idade.