Projeto Pedagógico

Valores que fundamentam Nossa Escola e as Diretrizes do Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, elaborado pelo Ministério da Educação e Secretaria de Educação Básica Brasileira MEC –SEB – Brasília 2010 formam nosso Projeto Pedagógico. Entretanto, só poderemos permanecer atuantes se entendermos que a pedagogia é uma prática que requer permanentes reavaliações, baseadas nas experiências vividas no processo interativo com a criança, e nas importantes mudanças sociais.
Considerando-se as particularidades de cada faixa etária, com suas formas específicas de aprender, organizamos os conteúdos a serem trabalhados, visando abranger:

  • INTELIGÊNCIA do fazer, do pensar, do expressar, da linguagem, da ciência, da matemática…
  •  EMOÇÃO, afeto, alegria, amizade, encantamento, humanismo…

“Diga-me, e eu ouço. Mostre-me, e eu vejo.
Deixa-me fazer, e eu entendo “…
Confúcio

BERÇÁRIO – 4 MESES A 1 ANO E DOIS MESES

“BABY I” – 4 meses a 7 meses
“BABY II” — 8 meses a 1 ano e 2 meses aproximadamente
Os alunos deixam o Berçário para ingressar na Educação Infantil por volta de 1ano e 2 meses.

SENSÓRIO MOTOR

Do nascimento aos dois anos a criança adquire a capacidade de administrar seus reflexos neurológicos básicos para gerar ações prazerosas ou vantajosas.
As ações envolvem os órgãos sensoriais: tátil, olfativa, gustativa, visual e auditiva.
Período anterior à linguagem na qual o bebê desenvolve a percepção de si mesmo e dos objetos a sua volta.

EDUCAÇÃO INFANTIL – DE 1 ANO À 5 ANOS

INFANTIL I – 1 ano completo até 30 de janeiro
INFANTIL II – 2 anos completos até 30 de junho
INFANTIL III – 3 anos completos até 30 de junho
INFANTIL IV – 4 anos completos até 30 de junho
INFANTIL V – 5 anos completos até 30 de junho

TRANSIÇÃO DO PERÍODO SENSÓRIO MOTOR PARA O PERÍODO

PRÉ-OPERATÓRIO – as atividades sensório motoras, não estão esquecidas ou abandonadas ao contrário, estão mais refinadas e sofisticadas.

PRÉ-OPERATÓRIO
A criança tem a capacidade de substituir um objeto ou acontecimento por uma representação. Essa substituição é possível graças à função simbólica.
Neste estágio a criança já não depende unicamente de suas sensações, de seus movimentos, mas já distingue um significador (imagem, palavra ou símbolo) daquilo que ele significa (o objeto ausente).
Por volta dos 2 anos a criança se torna capaz de fazer determinada ação e imaginar outra. Exemplo: enquanto brinca, de boneca, representa situações vividas em dias anteriores.
Piaget considera que o estágio pré-operatório (dos 2 ao 7 anos) é constituído por 2 períodos distintos:

  • A fase do pensamento pré-conceptual ou mágico, centrado na imaginação e por ela dominado (dura dos 2 aos 4 anos)
  • A fase do pensamento intuitivo, centrado na percepção dos dados sensoriais e a ela submetido (prolonga-se dos 4 aos 7 anos).


Escola Arte Criança

Desde 1973 cuidando e educando crianças de 4 meses a 4 anos de idade.